Custom Bg

As brincadeiras fazem parte do universo infantil . Para que elas possam se desenvolverem e participarem ativamente do mundo em que vive, precisam brincar, pois brincando a criança desenvolve seu senso de companheirismo , sua auto-expressão , sua auto-estima, sua autoconfiança e autonomia.

Através das brincadeiras, a criança se sente estimulada a experimentar,descobrir , criar e aprender. Além disso, brincar é um direito garantido por lei: Capítulo IV- Do direito à educação, à cultura e ao lazer- Artigo 59, do Estatuto da Criança e do Adolescente.

As atividades lúdicas contribuem para o desenvolvimento , pois colaboram na sua formação de homem autônomo, na participação comunitária, em seu desenvolvimento pessoal e consequentemente no desenvolvimento de uma auto-estima satisfatória.

Quando ( Samples 1990, p. 24 apud Costa, 2004 ) refere-se ao brinquedo, evidencia tal experiência por parte da criança como sendo essencial ao seu crescimento físico e psíquico e totalmente desvinculado ao que os adultos consideram como certo ou errado dentro do processo de aprendizagem.

Através das brincadeiras a criança aprendem a conviver, a esperar por sua vez, aceitar regras, independente do resultado, e a lidar com frustrações sem deixar que isso interfira na sua vida. Além disso a criança desenvolve sua linguagem, pensamentos, atenção, concentração, conseguindo, assim uma participação satisfatória da criança na construção do seu conhecimento. Através de livros de literatura infantil ela conhece diversos personagens, possibilitando e ampliando sua compreensão sobre as diferentes formas de se relacionarem com o mundo ao seu redor, identificando seu papel na sociedade na qual está inserida.

As brincadeiras e jogos fazem a criança crescer, pois proporciona na maioria das vezes , ou senão em todas as ocasiões, a procura de soluções e de alternativas para desenvolverem de forma prazerosa o que lhe é proposto . Através de estudos psicológicos e educacionais, foram revelados que brincar é fundamental para a construção do pensamento e para aquisição de conhecimento pela criança, pois além de contribuir para que ela aprenda a se expressar e a lidar com suas próprias emoções, a brincadeira contribui para o desenvolvimento da auto-estima.

As relações cognitivas e afetivas a partir da ludicidade, promovem o amadurecimento emocional, o desenvolvimento da inteligência e da sensibilidade da criança, garantindo assim que suas potencialidades e afetividades se harmonizem.

O lúdico é tão importante para o desenvolvimento da criança, que merece atenção por parte de todos os educadores. Cada criança é um ser único,com anseios, experiências e dificuldades diferentes. Portanto nem sempre um método de ensino atinge a todos com a mesma eficácia. Para pode garantir o sucesso do processo ensino-aprendizagem o professor deve utilizar-se dos mais variados mecanismos de ensino, entre eles as atividades lúdicas. Tais atividades devem estimular o interesse , a criatividade , a interação, a capacidade de observar, experimentar, inventar e relacionar conteúdos e conceitos. O professor deve-se limitar apenas a sugerir, estimular e explicar, sem impor, a sua forma de agir, para que a criança aprenda descobrindo e compreendendo e não por simples imitação. O espaço para a realização das atividades, deve ser um ambiente agradável, e que as crianças possam se sentirem descontraídas e confiantes.

As crianças aprendem com maior eficácia a partir do momento que elas sentem prazer no aprendizado. E nesse sentido, espera-se que os educadores reflitam e reconheçam a importância que as atividades lúdicas têm em assegurar a eficácia do processo ensino-aprendizagem.



Referências Bibliográficas

BECKER, FERNANDO. Da ação à operação: o caminho da aprendizagem em J. Piaget e P. Freire. 2º Ed., Rio de Janeiro: DP & A Editora e Palmarinca , 1997.

COSTA,SUZY. Multimeios. Produção de Material Ludopedagógicos. Várzea grande, novembro de 2004 : Material apostilado do Curso de Especialização em Educação Especial do Instituto Várzeagrandense de Educação.

Lei de Diretrizes e Bases da Educação - InfoEscola LDB : Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional : lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996

LIBÂNEO,JOSÉ CARLOS. Didática. São Paulo, Cortes, 1994

Parâmetros Curriculares Nacionais B823p Brasil. Secretaria de Educação Fundamental.Parâmetros curriculares nacionais : Secretaria de Educação Educação Fundamental. Brasília : MEC/SEF, 1997. C/SEF, 1997.