Custom Bg

Por Julia Marx

Tanto por características ambientais em que são criados quanto pela herança biológica, a ansiedade dos pais exercem grande influência na saúde dos filhos. O grande fator de risco de uma criança ou adolescente é ter um pai ou mãe ansioso. Existem casos em que os pais sentem-se fragilizados em frente aos filhos, e acabam não segurando a situação de ser um ponto de referência e segurança. É também por isso que a participação dos pais na terapia é fundamental para o sucesso do tratamento.

No transtorno de ansiedade da separação, os adultos têm um papel determinante. É caracterizado pela dificuldade da criança em ficar sozinha e adaptar-se na escola, incompatível com o seu nível de desenvolvimento. Os sintomas, aparecem principalmente em crianças na faixa dos 6 a 8 anos, caracterizam-se por preocupações excessivas quanto aos perigos que envolvem os pais ou a si próprio, temem em estar desacompanhado deles e a dificuldade em adormecer ou dormir fora de sua casa.

Os pais ansiosos que acha que o filho vai sofrer na escola, deixa o filho ansioso, e em determinados casos, a ansiedade auxilia no diagnóstico.

O uso de técnicas de relaxamento e respiração com os pequenos, expor devagar os filhos a circunstâncias diferentes e, principalmente, não ficarem zangados , mas trabalhar em conjunto com as crianças , colaboram na superação destas dificuldades, ficando então como uma orientação importante para os pais.